sexta-feira, março 28, 2008

EMO?

A imprensa norte-americana começou a dar mais destaque ontem e hoje aos conflitos entre os jovens identificados como 'emos' e os 'anti-emos' em Guadalajara e na Cidade do México. A filha asolecente de uma amiga querida é 'emo' e vive feliz e completamente lampeira no Rio. Se 'emo' é o gótico dos anos 00, por que cargas d'água os punks (como no confronto abaixo, na Cidade do México) têm de implicar com os moços, digamos, mais 'emo'tivos? Eu, hein!

Um comentário:

Olga disse...

Que coisa mais absurda! O que é a falta de um bom tanque de roupas pra lavar...
Aqui, esse tipo de manifestação continua prerrogativa dos pitboys, que são intolerantes por natureza.
Acho tudo uma boa palhaçada, mas parece que existe uma cultura de gangues por toda a América Central. Algo bem perigoso.
Ideologia de emos? Eles são tão vazios e inócuos quanto darks e góticos ancestrais. Nada deixarão para a humanidade. Nem eles, nem as cocotas, nem as patricinhas...
que pobreza...